close

6 dicas para utilizar o Pix com segurança

Sistema de pagamentos lançado em 2020 facilita a vida dos correntistas, mas utilização requer alguns cuidados

Veja dicas para usar o Pix com segurança

Usuário deve conferir dados do recebedor e jamais informar dados pessoais para cadastrar ou confirmar chaves Pix. Foto: Divulgação/Banco Central

Lançado em 16 de novembro do ano passado pelo Banco Central, o PIX caiu na graça dos brasileiros. Em apenas um mês, a população realizou 92 milhões de operações no novo sistema de pagamentos, movimentando R$ 83,4 bilhões. A solução, porém, requer que os cidadãos estejam mais atentos e sigam alguns passos para usar o Pix com segurança.

Um dos motivos que tornaram o Pix popular rapidamente foi a praticidade frente às antigas operações conhecidas como TED (Transferência Eletrônica Disponível) e DOC (Documento de Crédito).

O sistema permite pagamentos digitais e transferências bancárias em até 10 segundos, a qualquer dia e hora e sem taxas.

Para usufruir do Pix com segurança, basta que a pessoa cadastre uma chave, que pode ser o CPF, número de celular e endereço de e-mail, por exemplo. Não há necessidade de pedir dados ao recebedor como nome completo e número da conta bancária.

Segundo o Banco Central, entre a segunda quinzena de novembro e a primeira de dezembro, mais de 116 milhões de chaves foram cadastradas no Brasil. Desse total, 111 milhões foram ligadas a pessoas físicas e 5 milhões a empresas.

Como usar o PIX com segurança

  1. Sempre confira os dados
    Quando fizer um PIX, sempre confira os dados da pessoa e do pagamento antes de concluir a transação
  2. Não divulgue informações pessoais
    Nunca informe seus dados pessoais, senhas, códigos CVV, número ou validade do cartão por mensagens ou ligação para cadastramento, atualização ou confirmação da chave Pix
  3. Não transfira para testar o Pix
    Não faça transferências, TEDs, DOCs ou pagamentos para testes de funcionamento do Pix
  4. Cadastre e aproveite suas chaves
    Não é possível que alguém cadastre as suas chaves em outra conta. As chaves são únicas e pertencem a quem cadastrou
  5. Tenha a segurança de TEDs e DOCs
    Transferências por Pix são autenticadas e criptografadas, assim como TEDs e DOCs
  6. Use o Pix e reduza erros
    O Pix reduz as chances de erro nas transações. Ao invés de digitar agência, conta, nome e CPF, você pode utilizar apenas um dado

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio