close

ANÁLISE

logo safra

BBDC4

-

Casas Bahia registra queda na receita bruta

O fluxo de caixa foi o destaque positivo do trimestre nas Casas Bahia, com uma redução de 32 dias em relação ao ano anterior no ciclo de estoques


As Casas Bahia (BHIA3) registrou redução de 14% a/a na receita bruta (+2% comparado ao Safra), impulsionada por uma redução de 12% em B&M e uma queda de 21% em 1P, uma vez que a empresa está reduzindo sua exposição a certas categorias e o mercado continua difícil para eletrodomésticos e eletrônicos, mas parcialmente mitigada por um crescimento de 13% nas vendas de 3P.

Portanto, a receita líquida totalizou R$6,4 bilhões, uma queda de 14% em relação ao ano anterior e 2% acima da nossa estimativa.

A margem bruta ficou 42bps acima de nossa estimativa, em 30%, uma vez que o processo de turnaround da empresa começou a dar frutos e devido a uma maior penetração da receita de serviços no mix.

Vale ressaltar que no 1T23 a margem bruta foi impactada positivamente por R$197 milhões de créditos fiscais. Sem esse efeito, a margem bruta teria sido estável em relação ao ano anterior, em vez de 280 pontos-base menor.

Por outro lado, o EBITDA ajustado diminuiu 49% em relação ao ano anterior para R$387 milhões (+4% vs. Safra) devido à menor diluição de despesas SG&A sobre as receitas, uma vez que a empresa está redimensionando sua operação.

Portanto, a margem EBITDA ajustada caiu 424 pontos-base em relação ao ano anterior, mas 10 pontos-base acima do nosso valor, em 6,1%. Por fim, a BHIA registrou um prejuízo líquido de R$261 milhões vs. nossa estimativa de um prejuízo de R$375 milhões devido à melhora no resultado financeiro.

O fluxo de caixa foi o destaque positivo do trimestre, com uma redução de 32 dias em relação ao ano anterior no ciclo de estoques, o que teve um impacto positivo de R$2,1 bilhões no capital de giro no LTM.

Vale ressaltar que a empresa registrou um consumo de fluxo de caixa operacional após capex de R$176 milhões no trimestre, o que se compara a um consumo de R$644 milhões no 1T23, R$1,7 bilhão no 1T22 e R$2,8 bilhões no 1T21, o que vemos como uma melhora encorajadora relacionada ao processo de turnaround.

Abra sua conta no Banco Safra.


Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra