close

ANÁLISE

logo safra

VALE3

-

CBA apresenta potencial de valorização de 17%

Safra inicia cobertura da ação da CBA com recomendação Neutra e preço-alvo de R$ 8,10, que indica potencial de valorização de 17%


O Banco Safra iniciou cobertura da CBA (CBAV3) com recomendação Neutra e preço-alvo (PA) de R$ 8,10 por ação em 12 meses, o que sugere um potencial de valorização de cerca de 17%.

O Safra avalia como positiva a recuperação da companhia depois da tempestade de 2023, mas acredita que a proposta de risco/retorno deteriorou-se após o salto de 91% no preço das ações desde meados de fevereiro.

O desempenho da empresa está intimamente ligado ao preço do alumínio – atualmente em US$2.485/t (+6% no acumulado do ano) –, que não deve aumentar muito no curto prazo.

A recomendação Neutra, em vez de Venda, baseia-se em fatores de avaliação (e.g., FCD, VF/EBITDA, preço implícito do alumínio) e em uma perspectiva positiva para o preço do alumínio nos próximos anos.

No entanto, o Safra projeta uma redução de 12% na estimativa do EBITDA para 2025 (se o preço do alumínio permanecer no nível atual) e observamos que uma queda de US$100/t na projeção para o preço médio do alumínio em 2025 resultaria em um corte de R$107mi, ou 22%, na projeção para o fluxo de caixa livre (FCL) em 2025E.

O Safra considera positiva a desalavancagem da CBA, mas não gosta da possibilidade de que esse processo atrase devido aos R$1,7bi–1,8bi em despesas de capital com crescimento e modernização, a ser implementadas até 2028 (cerca de 55% do fluxo de caixa livre para os acionistas em 2024–28E, excluindo o crescimento).

Siderurgia e Mineração

A avaliação parece ser atraente ao preço projetado, mas não tanto se o preço do alumínio se estabilizar ao nível do preço à vista. A CBA está sendo negociada a 4,4x com base em nosso EBITDA de 2025E, um pouco abaixo do múltiplo VF/EBITDA de 4,9x ao qual é negociada desde seu IPO em julho de 2021, e a um desconto de 16% sobre a média de 5,2x dos produtores primários (vs. um prêmio histórico de 13%) e um desconto de 23% sobre a média de 5,6x dos produtores do segmento de transformados (vs. um desconto histórico de 16%), respectivamente.

Além disso, o valor da firma da CBA embute um preço médio de alumínio de US$2.483/t para 2025, US$104/t abaixo de nossa previsão de US$2.588/t.


Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra