close

Boeing 777 da United perde a turbina em Denver

Demais modelos da aeronave da Boeing foram proibidos de voar pelas autoridades reguladoras dos Estados Unidos e do Reino Unido

Turbina da aeronave pegou foto e partes caíram em área urbana de Denver, nos Estados Unidos | Foto: Reprodução

Reguladores federais do setor de aviação dos Estados Unidos determinaram que a United Airlines reforce inspeções de todos os modelos 777 da Boeing com o mesmo tipo de motor que sofreu uma falha em Denver no fim de semana.

A United retirou as aeronaves de operação. A Boeing,
seguindo as recomendações das autoridades, recomendou às companhas aéreas que mantenham em terra aeronaves do mesmo modelo com os motores do mesmo tipo, da marca Pratt & Whitney. Os motores equipam 128 outros aviões do mesmo modelo. O incidente de sábado foi a terceira falha envolvendo o modelo e os motores.

O voo 328 da United Airlines teve de fazer um pouso emergencial no Aeroporto Internacional de Denver após seu motor direito se despedaçar pouco após a decolagem.

Pedaços da turbina caíram em bairros suburbanos da cidade. O avião com 213 passageiros e dez tripulantes aterrissou em segurança, disseram autoridades.

O Reino Unido se uniu a alguns outros reguladores e proibiu voos em seu espaço aéreo de modelos Boeing 777 mais velhos com o tipo de motor Pratt & Whitney que teve uma pane no voo da United Airlines nos Estados Unidos.

A medida foi mais simbólica, já que operadores haviam suspendido anteriormente as aeronaves, com a Boeing recomendando que elas fiquem em solo à espera de inspeções. A controladora da Pratt é a Raytheon. (AE)

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio