close

Safra lança carteira com ativos globais para investir

Carteira Global do Banco Safra reúne ativos nacionais e internacionais negociados na B3 em forma de BDRs, ETF, e FIIs

Foto aérea da ilha de Manhattan, em Nova Iorque

Ilha de Manhattan, em Nova Iorque: portfólio do Safra tem ativos dos Estados Unidos e índices multisetoriais da China e mundo | Foto: Getty Images

O Banco Safra lançou uma nova carteira com recomendações de ativos nacionais e internacionais aos investidores: a Carteira Global.

O portfólio é direcionado a quem busca boas oportunidades negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira, em forma de BDRs (Brazilian Depositary Receipts), ETF (Exchange Traded Funds) e FIIs (fundos imobiliários).

Leia mais:

As principais características da Carteira Global são a liberdade de tempo para a troca de ativos e da rentabilidade ser absoluta – ou seja, não perseguir a performance de nenhum índice de referência.

Carteira Global Safra – 4 de maio

A composição inicial da Carteira Global Safra tem peso regional dividido entre Brasil (35%), Estados Unidos (35%), China (15%) e Mundo (15%).

Empresa (código) – Setor: País

  • Bradesco (BBDC4) – Financeiro: Brasil
  • B3 (B3SA3) – Financeiro: Brasil
  • Petrobras (PETR4) – Óleo e Gás: Brasil
  • Goldman Sachs (GSGI34) – Financeiro: EUA
  • Disney (DISB34) – Entretenimento: EUA
  • Amazon (AMZO34) – Varejo: EUA
  • Alphabet (GOGL34) – Tecnologia: EUA
  • Trend China (XINA11) – Multisetorial: China
  • Trend ACWI (ACWI11) – Multisetorial: Mundo

Detalhamento dos ativos

Bradesco

O Bradesco é um dos ativos preferidos do Safra para o setor financeiro. O banco superou as expectativas do da instituição no quarto trimestre de 2020, atingindo lucro líquido ajustado de R$ 6,801 bilhões, alta de 2,3% ao ano e de 35,2% ante o terceiro trimestre do ano passado. O guidance (estimativas futuras) do Bradesco para este ano sugere a continuidade dos bons resultados financeiros.

B3

Sobre a B3, o Safra destaca o fortíssimo resultado nos últimos três meses de 2020, devido principalmente ao crescimento da receita no segmento de ações, além da alavancagem operacional. No próximo trimestre, a expectativa do banco é ver mais um bom resultado.

Petrobras

Presente em outros portfólios do Safra, as ações da Petrobras seguem como recomendações, uma vez que a empresa tem focado em geração de caixa, controle de custos, desalavancagem e concentração em ativos de águas profundas e ultraprofundas. No entanto, o banco pondera que a empresa tem exposição à interferência política, o que pode trazer volatilidade aos papéis à medida que a nova administração lança mão de novas ações.

Lojas Renner

A empresa tem excelente histórico de resultados, com uma entrega comprovada em crises passadas. Para o Safra, a companhia segue os passos da gigante global de moda Inditex adaptando o modelo fast fashion ao Brasil. A empresa fez um follow on (emissão subsequente de ações) recentemente e deve utilizar os recursos para sua expansão, podendo até realizar alguma aquisição no curto prazo, segundo o Safra.

Goldman Sachs

O Goldman Sachs é um dos principais bancos de investimento e valores mobiliários do mundo que fornece uma ampla gama de serviços. Em sua análise dos ativos da Carteira Global, o Safra destaca que o setor de bancos dos EUA deve se beneficiar da retomada da economia e com a vacinação da população. Além disso, o Safra acredita que o preço das ações do Goldman Sachs está atraente e a empresa tem mostrado expansão de seus principais segmentos de negócio.

Disney

A empresa do Mickey Mouse tem perspectiva positiva na visão do Safra, com uma multiplataforma robusta composta por marcas de entretenimento amplas e populares e com um excelente time de gestão. O segmento de mídia, que representa 43% de seus resultados e os estúdios, que representam 15% do total, tendem a garantir o desempenho de curto prazo, enquanto os parques tendem a elevar ainda mais os resultados com a retomada na esteira do fim da pandemia de covid-19.

Amazon

Após um resultado melhor do que o esperado no quarto trimestre de 2020, o Safra vê a Amazon bem posicionada como uma das principais beneficiárias das mudanças aceleradas no e-commerce global e na computação em nuvem. O banco acredita que a ação está descontada e, pela sua ampla liquidez e flexibilidade financeira, a companhia poderia sustentar um bom número em seu retorno sobre o capital investido (ROIC) no longo prazo.

Alphabet (Google)

Dona da plataforma de vídeo mais popular do mundo (YouTube) e atuando com destaque no segmento de computação em nuvem (Google Cloud), a Google está constantemente investindo em inovação como forma de renovar o seu modelo de negócio. O Safra vê a empresa com um valuation (valor de mercado) atrativo, com resultados saudáveis e múltiplos abaixo de pares de seu segmento. A instituição também prevê forte recuperação nos anúncios online no curto prazo, retomada que deve se tornar ainda mais forte com a volta das atividades pós-pandemia.

MSCI China

O Trend China acompanha o índice MSCI China, que é composto por ações de empresas chinesas de grande e médio porte. O índice cobre cerca de 85% do universo de ações da China. A China foi a única das grandes economias a apresentar crescimento em 2020, o que mostra a sua resiliência. Para 2021, o governo chinês colocou como meta um crescimento de 6%, enquanto que o mercado espera um crescimento de quase 8%.

MSCI ACWI

Por fim, o Trend ACWI acompanha o índice MSCI ACWI, que é o principal índice de ações globais da MSCI. O índice foi projetado para representar o desempenho de todo o conjunto de oportunidades de ações de alta e média capitalização em 23 mercados desenvolvidos e 27 mercados emergentes. Em novembro de 2020, o índice cobria mais de 3 mil ações em 11 setores e aproximadamente 85% da capitalização de mercado ajustada pelo free float (percentual das ações de uma empresa que está em circulação em bolsa) em cada mercado.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio