close

Desenvolvedora vende franquia ‘Tomb Raider’ para investir em blockchain

Tradicional série de games da japonesa Square Enix é adquirida por US$ 300 milhões. Jogo inspirou filme estrelado por Angelina Jolie

Tomb Rider

Além da franquia de Tomb Raider, a Square Enix é conhecida por outros títulos de sucesso no mundo dos games, como ‘Final Fantasy’, ‘Dragon Quest’ | Foto: Divulgação

A desenvolvedora e publicadora japonesa de jogos Square Enix anunciou a venda dos direitos sobre a famosa franquia ‘Tomb Raider’. A nova dona será a Embracer Group, holding sueca de games e mídia, que pagará US$ 300 milhões.

Saiba mais

Conforme anúncio oficial, o acordo entre as companhias envolve ainda a transferência de três estúdios: Eidos Interactive, Crystal Dynamics e Square Enix Montreal.

Estes estúdios são responsáveis por outras franquias de sucesso, como ‘Deux Ex’, ‘Hitman: Sniper’, ‘Thief’ e ‘Legacy of Kain’.

O negócio será fechado no segundo ano fiscal da Embracer Group, que compreende os meses entre julho e setembro de 2022.

Abra sua conta

A franquia ‘Tomb Raider’ tem como personagem central a arqueologista britânica Lara Croft, que explora tumbas e ruínas sombrias ao redor do mundo. Até aqui, já vendeu 88 milhões de cópias autorizadas.

A série, inclusive, inspirou a famosa série de filme que iniciou com ‘Lara Croft: Tomb Raider’, de 2001, estrelado por Angelina Jolie (veja o abaixo).

Além da franquia da heroína britânica, a Square Enix é conhecida por outros títulos de sucesso no mundo dos games, como ‘Final Fantasy’, ‘Dragon Quest’ e ‘Kingdom Heart’.

Tomb Raider abre espaço para o blockchain

Segundo a Square, a vendas dos ativos anunciados tem o objetivo de reduzir custos em meio a um ambiente de negócios global desafiador, além de investir em novas tecnologias como o blockchain.

De acordo com a empresa, o acordo “permite o lançamento de novos negócios ao avançar com investimentos em campos como blockchain, IA (inteligência artificial) e nuvem”.

O blockchain é a tecnologia que permite a existência de criptoativos, como os NFTs (tokens não fungíveis) e as criptomoedas.

Nesse sentido, há um polêmica no mundo gamer se a troca de um produto tradicional e considerado atemporal no mercado pela aposta no blockchain faz sentido para a Square Enix.

Em todo caso, o mercado de games avança cada vez mais no campo de novas tecnologias, principalmente com o advento do metaverso, que permite, além de interação social, o lazer com jogos em realidade virtual e aumentada.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra