close

Imposto de Renda 2022: tudo o que é preciso saber sobre a declaração

Prazo para o envio da prestação de contas à Receita Federal vai até 31 de maio. Conheça as mudanças e saiba como baixar o programa

Este ano será possível começar a declaração pelo celular, continuar pelo computador e finalizar pelo e-Cac, sistema disponível no site da Receita | Foto: Getty Images

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda (IR) 2022 vai até 31 de maio, às 23h59. A maior novidade na declaração deste ano é a ampliação do acesso à declaração pré-preenchida, já disponível. Os contribuintes com nível de segurança alto na plataforma Gov.br (níveis ouro e prata) pode usar esse modelo, que permite ao usuário iniciar a declaração já com várias informações que facilitam o preenchimento.

Antes, a facilidade era limitada a quem tinha certificado digital. O cronograma dos lotes de restituição para este ano ficou estabelecido em 31 de maio, 30 de junho, 30 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro (veja abaixo).

Saiba mais

Download do programa da declaração do Imposto de Renda

O contribuinte pode fazer o download do software do IRPF 2022 via site da Receita. Porém, a prestação de contas será multiplataforma.

Assim, será possível começar a declaração pelo celular, continuar no programa pelo computador e finalizar pelo e-Cac, sistema disponível no site da Receita.

Quem é obrigado a declarar o IRPF 2022

Conforme a Receita Federal, os contribuintes obrigados a declarar o Imposto de Renda neste ano são os que se encaixam nas seguintes situações:

  • Receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 (vinte e oito mil, quinhentos e cinquenta e nove reais e setenta centavos) e, em relação à atividade rural, obtiveram receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 (cento e quarenta e dois mil, setecentos e noventa e oito reais e cinquenta centavos);

  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);

  • Operadores em bolsa de valores, quem obteve ganho de capital na alienação de bens e isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias;

  • O auxílio emergencial, caso recebido, é rendimento tributável e também deve ser levado em consideração neste cálculo.

Também estão obrigadas a apresentar a declaração aquelas pessoas físicas residentes no Brasil que no ano-calendário de 2021, entre outros:

  • Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

  • Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00 (trezentos mil reais).

Códigos

Este ano, a Receita informou que aprimorou o programa necessário para efetuar a declaração, agrupando alguns códigos e facilitando os campos para preenchimento das informações, principalmente bens e direitos.

O órgão informou ainda que agora os dados dos dependentes também serão exigidos.

Abaixo, estão os nove grupos que foram reorganizados para facilitar a identificação por parte do contribuinte:

  • Bens Imóveis;

  • Bens Móveis;

  • Participação Societária;

  • Aplicações e Investimentos;

  • Créditos;

  • Depósito à Vista e Numerário;

  • Fundos;

  • Criptoativos;

  • Outros Bens e Direitos.

Para saber como declarar criptoativos no Imposto de Renda 2022, basta acessar este link.

A lista completa com os códigos pode ser conferida no documento “Instruções de Preenchimento” (íntegra aqui), da Receita Federal, entre as páginas 172 e 175.

Restituições do Imposto de Renda 2022

  • 1º lote – 31 de maio de 2022;

  • 2º lote – 30 de junho de 2022;

  • 3º lote –  30 de julho de 2022;

  • 4º lote –  31 de agosto de 2022;

  • 5º lote – 30 de setembro de 2022.

Uma novidade no IR deste ano é a possibilidade de receber a restituição do IRPF 2022 por Pix, desde que a chave seja o CPF do titular da declaração.

E-mails, telefones ou chaves aleatórias não podem ser utilizados para recebimento de restituição do Imposto de Renda.

Também será possível pagar com Pix o Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) emitido pelo programa/aplicativo do IR quando houver imposto a pagar. O Darf será emitido com o QR Code, facilitando o pagamento.

Quem apurar imposto a pagar na declaração poderá dividir o valor em oito cotas, nenhuma inferior a R$ 50. Se o valor a pagar for inferior a R$ 100, ele deverá ser quitado em uma única cota.

Deduções

Para o exercício de 2022, ano-calendário de 2021, entram nas deduções do Imposto de Renda as seguintes situações:

  • Deduções com dependentes limitadas a R$ 2.275,08 por dependente;

  • Despesas com educação com limite individual anual de R$ 3.561,50;

  • Limite de dedução do desconto simplificado de R$ 16.754,34.

A Receita Federal lembra que, para constarem na declaração, os dependentes de qualquer idade devem ter CPF. Clique aqui para baixar o programa da declaração de IR. (Com AE)

Abra sua conta

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra