close

O que é e como funciona um sistema Home Broker

Ferramenta é essencial para que investidores operem na bolsa de valores de forma prática, autônoma e de qualquer lugar

Com o home broker, o investidor pode realizar operações de renda variável sem precisar da mesa de operações da corretora | Foto: Getty Images

O Home Broker é uma ferramenta primordial às operações no mercado financeiro.

Para entender melhor o conceito e como o sistema funciona, navegue pelo menu abaixo e vá direto ao ponto desejado:

O que é Home Broker

O Home Broker é um sistema fornecido por instituições financeiras para conectar clientes à bolsa de valores.

Pela ferramenta é possível comprar ativos de renda variável como ações, fundos imobiliários, opções e contratos futuros.

Todos os brokers são acessados por meio da internet e, por isso, as cotações dos ativos são atualizadas em tempo real.

Atualmente, diversas instituições oferecem um Home Broker que pode ser acessado tanto pelo computador quanto por dispositivos móveis, como celular e tablet.

Por isso, os layouts de cada ferramenta mudam conforme a instituição.

Porém, o nível de segurança dos sistemas, que são ligados à B3 no Brasil, não difere de um para o outro.

Qual a importância

Os primeiros sistemas de Home Broker foram implementados no fim da década de 1990.

No entanto, seu uso ficou restrito por um tempo a poucas instituições financeiras.

Abra sua conta

Nesse sentido, o investidor que queria realizar uma operação – como a compra de ações, por exemplo – tinha que ligar para a mesa de operações de sua própria corretora para passar a ordem.

Atualmente, a ferramenta online dá autonomia principalmente aos investidores Pessoa Física, cuja participação na bolsa está em cerca de 3,7 milhões de pessoas.

Que horas abre o Home Broker

Não existe uma faixa de horário determinada para que o cliente de uma corretora acesse o seu broker.

Por outro lado, os investidores só conseguem comprar e vender ativos no mercado de acordo com o funcionamento da B3.

De forma geral, as negociações na bolsa de valores regulares acontecem entre 10h e 18h.

No entanto, há algumas especificidades no mercado:

  • Entre 9h30 e 9h45, há o cancelamento de ofertas programadas para o dia;

  • De 9h45 até 10h é realizado o leilão de pré-abertura, onde as ordens programadas são inseridas para definir o preço dos ativos;

  • De 16h55 até 17h é feito o call de fechamento das negociações regulares;

  • Por fim, entre 17h25 e 18h entra em cena o chamado After Market, onde participam apenas ativos à vista e commodities que tenham sido negociados ao longo do dia e que façam parte de alguma carteira teórica, como o índice Ibovespa, por exemplo.

Todos os horários de operação de mercado da B3 podem ser consultado neste link.

Como funciona

A maioria dos home brokers podem ser acessados via site ou aplicativo oficial da instituição financeira onde o investidor tem conta.

Em sistemas instintivos como o do Banco Safra, por exemplo, a opção de comprar e vender ativos está sempre em destaque no alto da ferramenta.

Tomando uma ação como exemplo, basta que o investidor saiba seu ticker (código) e busque pela mesma no Home Broker.

Saiba mais

Para efetuar a compra ou a venda, a pessoa deverá indicar o ticker do papel, o valor e a quantidade que deseja negociar na chamada boleta de negociação.

A maioria das telas dos brokers podem ser personalizadas de acordo com o gosto do investidor, trazendo as cotações dos ativos que lhe interessam.

Todas as operações realizadas pelos investidores são registradas em um nota de corretagem, que é útil na hora de declarar aplicações financeiras no Imposto de Renda (IR).

Taxa de corretagem e custódia

O acesso dos investidores ao Home Broker não é cobrado pelas instituições.

Entretanto, as mesmas podem cobrar uma taxa de corretagem sobre as operações realizadas de forma individual ou com o auxílio da mesa de operações.

No geral, a corretagem cobrada em operações via Home Broker têm valor consideravelmente inferior às feitas pela mesa.

Além disso, também há a incidência de uma taxa de custódia dos ativos, que podem variar de acordo com o volume financeiro de cada cliente.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra