close

Larry Flynt, magnata pornô, morre aos 78

Ele construiu um império com revistas pornográficas e se defendia em processos judiciais alegando direito à liberdade de expressão

Magnata construiu império pornográfico ao longo de quatro décadas, antes da internet | Foto: Reprodução

O magnata da indústria da pornografia Larry Flynt, fundador da revista “Hustler, morreu aos 78 anos em sua casa em Los Angeles.

Ele construiu um império de pornografia multimilionário durante os anos 70 e 80 .

Segundo o New York Times, a morte foi confirmada por seu irmão Jimmy Flynt. Ele sofreu insuficiência cardíaca na manhã de quarta, 10, deixando uma fortuna de US$$ 400 milhões, o equivalente a mais de R$ 2,1 bilhões.

Flynt enfrentava problemas na justiça, e se defendia das acusações de exploração sexual com o argumento da liberdade de expressão.

Magnata foi retratado no cinema em 1996 no filme ‘O Povo Contra Larry Flynt’

O Povo Contra Larry Flynt

Sua vida foi retratada em 1996 no filme ‘O Povo Contra Larry Flynt’, onde é interpretado por Woody Harrelson.

O empresário era dono de uma casa de strip-tease e fundou a “Hustler” em 1974. Antes da internet, as publicações pornográficas faziam sucesso e a tiragem da revista chegou a 2 milhões de exemplares por edição nos anos 1970.

Por causa da publicação ele era acusado de abuso pelas lideranças feministas. Em 1976, foi condenado por obscenidade e crime organizado a 25 anos de prisão. Apelou e evitou a cadeia. Ao sair de um tribunal em Atlanta, pouco tempo depois, foi alvo de dois tiros de um franco-atirador. O homem que atirou confessou o crime após ser preso por outros assassinatos.

Default CTA Default CTA

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra