close

Maio é o mês da prevenção de acidentes de trânsito

Pedestres, ciclistas e motociclistas são as principais vítimas de acidentes de trânsito. Campanha chama a atenção para a responsabilidade ao dirigir

Via em São Paulo

Os acidentes de trânsito são principal causa de morte de jovens de cinco a 29 anos no Brasil e no mundo | Foto: Getty Images

Os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de jovens de cinco a 29 anos no mundo. No Brasil, todos os dias ao menos 80 pessoas morrem em desastres nas ruas, avenidas e estradas do país.

Campanha internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Maio Amarelo tem como finalidade chamar a atenção para essa tragédia cotidiana, quase sempre evitável.

“Os acidentes de trânsito são uma crise de saúde pública”, disse ao jornal “The Guardian” a então a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, no lançamento do Maio Amarelo.

Maioria das vítimas são jovens e vulneráveis

“Todos os dias, acidentes de trânsito ceifam milhares de vidas e ferem outros milhares. A grande maioria dos afetados são jovens de países em desenvolvimento”, disse Chan.

Em 2020, o Brasil registrou 30 mil mortes por acidentes de trânsito. Como no restante do mundo, a maior parte das vidas perdidas eram de pedestres, ciclistas e motociclistas.

O levantamento mais recente da OMS, sobre um estudo de 2019, mostra que o Brasil é o quarto país que mais mata do trânsito, ficando atrás apenas da China, Índia e Nigéria.

Os levantamentos de acidentes tiveram de rever os parâmetros na pandemia por conta da diferença das regras de isolamento entre países.

O Brasil registrou no primeiro trimestre depois da chegada da doença uma redução de cerca de 30% nas mortes, que depois voltou à média de 80 mortes por dia, um recuo de 13% em relação ao ano anterior.

Ações do Maio Amarelo no Brasil

O Maio Amarelo de 2021 tem como tema “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

Entre as ações previstas, está o incentivo da utilização das passarelas, faixas elevadas e faixas de pedestres. Veja todas as ações neste link.

Por causa da pandemia, as ações serão principalmente virtuais, por redes sociais e anúncios em mídias públicas e parceiras.

Também, por canais digitais, motoristas receberão alertas sobre sinalizações e cuidados com os vulneráveis no trânsito (pedestres, motociclistas e ciclistas).

“A ideia é mostrar para o condutor e para o pedestre importância de terem atitudes responsáveis para com o outro”, disse o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, em comunicado sobre a campanha deste ano.

Principais causas de morte são evitáveis

As três principais causas de mortes no trânsito hoje são excesso de velocidade, embriaguez e uso do celular com o veículo em movimento.

A segunda semana do mês é dedicada ao pedestre e leva o nome da bisneta de Nelson Mandela, Zenani, que morreu atropelada na volta de um dos jogos da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Fontes: Organização Mundial da Saúde, Observatório Nacional de Segurança Viária e Departamento Nacional de Trânsito

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio