close

PEC Emergencial entra na pauta do Senado

Entre os destaques da agenda estão a prévia da inflação e a taxa de desemprego, além do início da votação da PEC

Mãos de mulher digitando em laptop e fazendo anotações em uma agenda econômica

Semana também terá atualizações sobre a PEC Emergencial e o Orçamento 2021 que tramitam no Congresso | Foto: Getty Images

A agenda econômica da última semana de fevereiro trará alguns indicadores importantes para o mercado.

Entre os destaques estão a prévia da inflação e a taxa de desemprego, ambas divulgadas pelo IBGE.

A agenda econômica será movimentada nos corredores do Congresso Nacional em Brasília.

A votação da PEC Emergencial deve começar nesta semana no Senado. Em paralelo, está prevista a análise do Orçamento de 2021 no Congresso.

Atenção também para o calendário corporativo, que terá a divulgação dos resultados trimestrais de GPA, CSN, Weg, Petrobras, Gerdau, BRF, Gol, Localiza, Telefônica, Intermédica e Ambev.

Confira os destaques da semana com projeções do Banco Safra:

Agenda econômica – 22 a 26 de fevereiro

Terça-feira: discurso de Powell

Alguns membros do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) irão discursar nesta semana, mas o destaque irá para os comentários do presidente da instituição, Jerome Powell, previstos para terça e quarta-feira, às 12h de Brasília.

O mercado irá buscar detalhes sobre a visão da autoridade monetária em relação aos últimos bons dados de atividade, em especial no comércio varejista.

Quarta-feira: IPCA-15 e contas externas

Às 9h, o IBGE irá divulgar a prévia da inflação em fevereiro. O Safra espera que o IPCA-15 suba 0,51% na comparação com o mês imediatamente anterior, abaixo da alta de 0,78% registrada em janeiro. Com isso, o acumulado em 12 meses deve ir a 4,6%.

Embora projete uma desaceleração no índice, o Banco Safra lembra que é o comportamento do núcleo que deve sinalizar melhor a dinâmica da inflação no país.

Um pouco depois, às 9h30, será conhecido o comportamento das contas externas em janeiro.  O Safra estima que o déficit em transações correntes aumente para US$ 7,9 bilhões, dos US$ 5,4 bilhões verificados em dezembro. 

Já o investimento direto no país deve avançar de US$ 0,7 bilhão para US$ 2,7 bilhões no mesmo período.

Quinta-feira: IGP-M e seguro-desemprego nos EUA

Às 8h, a FGV irá revelar a variação do IGP-M em fevereiro. O Safra prevê uma manutenção no ritmo acima de 2,5%, levando o resultado em 12 meses para 29%.

Nos Estados Unidos, os dados semanais de seguro-desemprego saem às 10h30. Os novos pedidos devem somar 750 mil, segundo o consenso de mercado, abaixo da semana anterior.

Sexta-feira: taxa de desemprego e contas públicas

Às 9h, o IBGE divulgará a Pnad Contínua de dezembro. A previsão do Safra é de recuo para 13,8% na taxa oficial de desemprego do país.

Às 9h30, o Banco Central irá consolidar o resultado primário do setor público em janeiro. O consenso de mercado prevê superávit de R$ 49,6 bilhões.

Também será conhecida na sexta-feira, às 10h30, a leitura do PCE em janeiro. Trata-se do índice de preços que baliza as decisões monetárias do Fed.

A expectativa mediana do mercado é de leve aceleração, para 1,4% ante janeiro de 2020, ainda bem abaixo da meta do Fed.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra