close

Programa abre caminho para internet na Região Amazônica

Objetivo do ‘Amazônia Integrada e Sustentável’ é implantar rede de fibra ótica ao longo de rios e permitir conexão a estabelecimentos

Barco com pessoas em crepúsculo no rio na região da Amazônia, onde serviço de internet será disponibilizado

Ideia é levar conexão a instituições de ensino, unidades de saúde, hospitais, bibliotecas, órgão de segurança pública e tribunais | Foto: Getty Images

O governo federal editou na noite de sexta-feira, 17, Decreto que institui o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais), abrindo caminho para o serviço de internet na região.

Segundo informou a Secretaria Geral da Presidência da República, o “Pais visa implantar rede de transporte de fibra óptica de alta capacidade ao longo dos rios da Região Amazônica e de redes metropolitanas nos municípios conectados à rede de transporte”.

Essas redes permitirão a conexão de internet estabelecimentos públicos na Amazônia, como instituições de ensino, unidades de saúde, hospitais, bibliotecas, instituições de segurança pública e tribunais.

O Decreto autoriza também a realização de parcerias com órgãos ou entidades, públicas ou privadas, para que a capacidade excedente das redes implantadas seja utilizada, o que irá garantir sustentabilidade econômica ao Programa e permitir a oferta de serviços de telecomunicações.

O ato presidencial cria o Comitê Gestor do Pais, uma exigência formulada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), segundo a Secretaria Geral, que deverá atuar para garantir a sustentabilidade operacional e comercial da rede implantada.

Além disso, o comitê será responsável por disponibilizar a capacidade excedente ao setor privado de forma não discriminatória aos usuários privados interessados.

“A normatização do Programa ganha relevância diante da iminente publicação do Edital do 5G, que deverá considerar o estabelecimento de compromissos de abrangência, incluindo a obrigação de implantação do Pais”, diz a nota da Secretaria Geral.

A estimativa do governo é que será destinado R$ 1,5 bilhão ao Programa Norte Conectado, que inclui o Pais.

Esses recursos serão provenientes de contrapartida dos vencedores do leilão do 5G. (AE)

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra