close

Concessionárias foram os destaques dos balanços no setor de transportes

As concessionárias apresentaram os melhores resultados trimestrais entre as empresas de transporte, com destaque para Rumo e Ecorodovias

rodovias

A Ecorodovias apresentou desempenho consistente, com aumento de 100% do lucro líquido em relação ao mesmo trimestre de 2023 | Foto: Getty Images

As concessionárias apresentaram os melhores resultados trimestrais entre as empresas de transporte sob cobertura do Banco Safra, com o melhor desempenho vindo da Rumo, seguida pela Ecorodovias. Entre as locadoras, a Armac apresentou o melhor resultado, embora já esperado, enquanto a Vamos, a Movida e a Localiza apresentaram melhorias importantes.

No segmento de logística, a JSL continuou a apresentar um desempenho consistente. Enquanto isso, a Simpar permaneceu pressionada pelas altas despesas financeiras, mas apresentou melhores resultados operacionais.

O Safra mantém a preferência geral pela Vamos, devido à seu valuation mais barato. Enquanto isso, o banco continua otimista com relação à Localiza e à Movida, apesar da pressão de curto prazo sobre os preços dos veículos leves usados.

O Safra acredita que o spread do ROIC de ambas as empresas deve continuar melhorando ao longo de 2024, seguindo as tarifas mais altas implementadas em seus negócios de RAC, o crescimento contínuo de seus aluguéis de frotas, juntamente com uma queda em seu custo de capital impulsionada pela redução das taxas de juros.

Concessionárias apresentam melhores resultados no setor de transportes

A Rumo apresentou um ótimo desempenho operacional. Seu EBITDA cresceu 43,1%, impulsionado pelo aumento de 20,3% na tarifa média (vs. estimativa do Safra de 15,2%), além do crescimento de 7,8% no volume.

Adicionalmente, seu lucro cresceu 418% em relação ao ano anterior, também favorecido pelo controle das despesas financeiras (+2% em relação ao ano anterior).

A Ecorodovias também apresentou um desempenho consistente. Seu EBITDA cresceu 35,3% em relação ao ano anterior, ainda impulsionado pela concessão recentemente adicionada, mas também ajudado pelo controle dos custos de caixa.

Seu lucro líquido também aumentou acentuadamente em 100% em relação ao ano anterior, ajudado por despesas financeiras menores do que o esperado e ficou 31% e 24% acima das nossas estimativas e do consenso, respectivamente.

Enquanto isso, a CCR apresentou bons resultados, ligeiramente acima de nossas estimativas, devido à melhora nos números de tráfego em todas as suas divisões de negócios, ao repasse da inflação para suas tarifas e à redução das despesas financeiras, levando a um aumento de 42% em relação ao ano anterior no lucro líquido.

O Safra mantém a preferência pela Ecorodovias no segmento, devido à seu vuation mais barato. A empresa está sendo negociada a uma TIR de 12,7%, contra 11,5% e 11,3% da Rumo e da CCR, respectivamente.

As empresas de aluguel apresentaram resultados positivos em geral. A Vamos apresentou um bom resultado, graças ao desempenho resiliente de sua divisão de aluguel, enquanto seu negócio de concessionárias melhorou, embora ainda tenha sido prejudicado por vendas mais fracas de máquinas agrícolas.

A Armac apresentou um resultado sólido, com o melhor desempenho operacional atribuído ao desempenho resiliente de aluguel, juntamente com despesas gerais, com vendas e administrativas controladas.

Além disso, o aumento dos contratos de longo prazo conquistados ao longo do último trimestre refletiu-se na expansão de 2,1pps t/t na margem EBITDA de aluguel da Armac, para 47,8%.

Quanto às locadoras de veículos, a Localiza manteve o bom resultado observado no 4T23, com as melhorias operacionais suaves e menores custos financeiros compensando o pior resultado de suas vendas de veículos (Seminovos), que foram negativamente impactadas pela desvalorização de seus veículos usados.

Os resultados da Movida melhoraram, levando seu spread ROIC de volta a um nível positivo de 1,8% vs. -1,4% no 4T23, após o ajuste feito em sua frota no 4T23, o desempenho resiliente de sua divisão de frotas e o controle das despesas gerais, com vendas e administrativas.

O Safra mantém a Vamos como principal escolha no segmento, com base em seu valuation barato e em sua tese de investimento ainda robusta.

Empresas de logística apresentam desempenho misto.

A JSL apresentou um bom resultado, com o EBITDA crescendo 32% em relação ao 1T24, impulsionado pela forte expansão da receita, impulsionada pelas recentes fusões e aquisições (IC Transportes e FSJ), enquanto manteve suas margens operacionais em um nível elevado.

Enquanto isso, a Simpar reportou um resultado financeiro ligeiramente negativo no 1T24, registrando um lucro líquido de R$8 milhões, 17% abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior.

Apesar da importante melhora operacional, impulsionada pela recuperação do desempenho de suas principais subsidiárias – Vamos e Movida -, as despesas financeiras ainda elevadas continuaram a pressionar o resultado da empresa.

Abra sua conta no Banco Safra.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra