close

Fase Vermelha em todo o Estado de São Paulo

Os paulistas estão em fase de
bloqueio total neste final de semana para tentar conter o avanço da segunda onda de covid-19

Vacinação no interior de são paulo

Enquanto a vacinação não avança, medidas restritivas da circulação tentam conter avanço do vírus | Foto: Divulgação

Todo o Estado de São Paulo está na fase vermelha de restrições do plano de combate à covid-19 até dia 7 de fevereiro.

A medida adotada pelo governo para tentar frear o avanço da doença vale das 20h às 6h em dias de semana e durante os finais de semana.

Neste sábado e domingo, dias 30 e 31, o Estado tem o primeiro final de semana com as medidas mais duras em vigor, já que a decisão da gestão João Doria (PSDB) começou a valer na segunda-feira, 25.

Sem estas medidas mais restritivas e com o atual ritmo de internações em UTIs, em 28 dias o sistema de atendimento hospitalar para pacientes graves com COVID-19 poderia se esgotar, informou o governo de São Paulo.

“Lidar com a dura realidade”

Ao anunciar as medidas, o governador João Doria afirmou: “Antes que milhões de brasileiros possam ser vacinados, todos nós precisamos lidar com a dura realidade que a pandemia nos impõe neste momento”.

Ele citou a segunda onda de coronavírus em vários países e seus efeitos também no Brasil. O gverno considera o aumento no número de casos, internações e óbitos é “extremamente preocupante”.

As medidas foram recomendadas por cientistas e médicos do Centro de Contingência do coronavírus. O grupo de especialistas orienta e aconselha as autoridades estaduais com base em índices epidemiológicos e hospitalares desde a confirmação do primeiro caso no Brasil, há quase 11 meses.

A fase mais rígida só permite o funcionamento normal em setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria.

Os demais comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

Taxa de ocupação de UTIs de 70%

O mês de janeiro registra 6.005 novos óbitos por Covid-19 em SP, o que significa um aumento de 116% com relação ao mês de novembro. A média móvel de sete dias de óbitos no Estado de São Paulo chegou a 219, na sexta-feira, 29.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 69,4% na Grande São Paulo e 69,9% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.113, sendo 7.206 em enfermaria e 5.907 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h30 desta sexta-feira.

Mais informações no portal São Paulo contra o Coronavírus

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra