close

As melhores ações com foco em dividendos para junho

Banco Safra divulga recomendações para investir em ativos de olho no dividend yield. Carteira teve 6,71% de valorização em maio

Torres de transmissão de energia, cujas empresas estão na seleção de ações com foco em dividendos para junho do Safra

Empresas de transmissão de energia Alupar e CPFL entraram para a carteira de dividendos do Safra | Foto: Getty Images

O Banco Safra publicou as indicações de ações com foco em dividendos para se investir em junho. Em relação a maio, a carteira sofreu duas modificações: a troca de Engie (EGIE3) por Alupar (ALUP11), e de Cemig (CMIG4) por CPFL (CPFE3)

No último mês, a seleção de ações com foco em dividendos do Safra teve valorização total de 6,71%. Dessa forma, a carteira superou o Índice de Dividendos da B3, a bolsa de valores brasileira, que teve alta de 5,64% em maio.

Ações com foco em dividendos para junho – Banco Safra

Empresa (código) – Setor

  • Bradesco (BBDC4) – Financeiro
  • Itaú (ITUB4) – Financeiro
  • B3 (B3SA3) – Financeiro
  • Bradespar (BRAP4) – Mineração
  • BB Seguridade (BBSE3) – Financeiro
  • Vale (VALE3) – Mineração
  • Qualicorp (QUAL3) – Saúde
  • CPFL (CPFE3) – Utilidades Básicas
  • Energisa (ENGI11) – Utilidades Básicas
  • Alupar (ALUP11) – Utilidades Básicas

Abra sua conta

Ajustes na composição

Setorialmente, o Safra manteve a exposição da carteira em 40% a serviços financeiros, 30% a utilidades básicas, 20% a mineração e 10% a saúde.

Atualmente, a carteira tem dividend yield (dividendo pago ao longo do ano dividido pelo preço do ativo) médio estimado em 5,5%.

Nesse sentido, o percentual está acima da taxa real de 4,1% do título público indexado a inflação com vencimento em 2035.

Assim como na carteira recomendada de ações ESG, o Safra incluiu a CPFL pelo sólido fluxo de caixa da companhia e por considerá-la um “ativo premium”.

No caso da Alupar, a inclusão na carteira de ações com foco em dividendos se dá por sua proteção ao risco de racionamento de energia, na esteira da iminente crise hídrica.

A empresa atua no setor de transmissão de energia e tem histórico sólido na operação e desenvolvimento de projetos.

Saída de ações da carteira de dividendos

Na outra ponta, a saída da Cemig da carteira se explica pela forte performance desde a sua inclusão, segundo o Safra.

Quanto à Engie, o banco enxerga um risco de performance das ações no curto prazo, uma vez que o racionamento de energia tem potencial de afetar a empresa.

Em contrapartida, o Safra mantém a visão positiva para o médio e longo prazo da Engie na bolsa.

Por fim, a visão detalhada para cada um dos ativos da carteira de ações com foco em dividendos do Safra pode ser lida por este link.

Assine o Safra Report, nossa newsletter mensal

Receba gratuitamente em seu email as informações mais relevantes para ajudar a construir seu patrimônio

Invista com os especialistas do Safra